Vocês conhecem o conceito de saúde integral? No meu dia a dia de consultas como psicoterapeuta, fisioterapeuta pélvica e sexóloga, vejo em meus pacientes o quanto a saúde física e mental (muitas vezes relegada a um segundo plano) se entrelaçam. Ou seja, cuidar de uma e esquecer da outra dificilmente trará bons resultados.

Então, nesse 28 de maio, que marca o Dia Internacional de Luta pela Saúde da Mulher e o Dia Nacional de Redução da Mortalidade Materna, venho chamar a atenção para a importância dos cuidados com a SAÚDE DAS MULHERES COMO UM TODO.

Do ponto de vista físico, não podemos esquecer de problemas comuns como câncer de mama, endometriose, infecção urinária, câncer no colo do útero, fibromialgia; e nos casos das mães em particular, das intercorrências durante a gestação e o puerpério.

Do ponto de vista emocional, vamos prestar mais atenção às questões ligadas ao estresse, à ansiedade, à depressão, aos distúrbios alimentares, à vulnerabilidade relacional (situações de repressão, submissão, abuso etc.), à falta de desejo e de prazer. E também aos reflexos no humor decorrentes das alterações hormonais ao longo da vida (tensão pré-menstrual, ansiedade perinatal, irritabilidade na perimenopausa etc.). Isso não é menos importante que a saúde física, nem é mi-mi-mi, como muitos ainda insistem em dizer.

Nós, mulheres, estamos tão acostumadas a cuidar dos outros, que muitas vezes esquecemos de nós mesmas. Precisamos mudar isso! Informem-se, previnam-se, façam acompanhamento constante, adotem práticas saudáveis, busquem apoio de profissionais de saúde especializados. Enfim, AMEM-SE!

E, se precisarem de ajuda, já sabem: estou por aqui! Para agendar uma consulta presencial ou online, é só mandar um Whatsapp para 11 9996-3051.

Abs.

Lelah Monteiro

Leave a Reply