Perdoar ou seguir em frente? Confira a opinião de um especialista sobre o assunto!

Trair, na opinião de muitos, é algo que pode levar um relacionamento instantaneamente ao fim. Porque, por mais que exista o desejo de perdoar o parceiro, a confiança que ali existia foi prejudicada e, muitas vezes, extinta.

Conversamos com a sexóloga e psicanalista Lelah Monteiro e reunimos 7 dicas para te ajudar a lidar com uma traição. Sabemos que não é fácil de recuperar-se de algo assim, mas a opinião de um especialista sempre pode ajudar!

1. Quem trai mais: homem ou mulher?

Recentemente foi feita uma pesquisa com 400 casais e, cruzando as respostas de homens e mulheres, che

2. É preciso curar o seu coração

Antes de decidir se você vai levar sua relação adiante ou se separar, você precisa cuidar de você e dos seus sentimentos. Ter um espaço é importante para curar as feridas mais expostas e refletir sobre tudo o que aconteceu. Tire um tempo para você para esclarecer as ideias – conversar com um profissional pode ser necessário em alguns casos.

3. É possível refazer a vida a dois, mas não é fácil

Se você decidir perdoar o seu parceiro(a) e lhe der mais uma chance, saiba que não será um mar de rosas. É preciso de muita dedicação dos dois (principalmente dele(a)) para reconstruir a confiança e respeito que existiam ali. Mas, através de muito arrependimento e grandes sacrifícios, muitos casais já conseguem retomar tudo o que foi perdido e voltar à normalidade. Às vezes, quase perder quem se ama pode transformar quem traiu numa pessoa muito melhor.

Mas não se engane: se nada mudou e seu parceiro(a) ainda lhe dá motivos para você desconfiar, talvez você esteja apostando suas fichas no cavalo errado.

4. Se traiu uma vez, trairá de novo – NÃO!

Generalizar que quem erra, continuará sempre cometendo o mesmo erro e nunca vai aprender, é errado. Por mais que a crença popular seja de que “quem trai uma vez, faz de novo”, as coisas não acontecem necessariamente assim. O ser humano erra, mas também tem a capacidade de se arrepender e acertar. Você só precisa diferenciar quem está realmente arrependido de quem não se importaria de fazer outra vez.

5. É possível se refazer sozinho(a), e voltar a amar novamente

Se você decidir que o melhor para você é estar sozinho(a) agora, vá em frente. Como dizem “antes só do que mal casado”. Para se recuperar de um evento tão traumatizante, é preciso colocar na cabeça que as pessoas não são iguais – e que não é porque você baixou a guarda e confiou em alguém que isso irá se repetir. Nem todo homem ou mulher trai. E quando você perder esse medo de se entregar novamente, estará dando uma nova chance ao seu coração de ser feliz!

6. Não se culpe

A autoestima e autoconfiança das pessoas que são traídas torna-se tão baixa que é comum que elas se culpem pelo o que aconteceu. Nada foi sua culpa! Seu parceiro(a) cometeu um erro, um erro que não pode ser justificado pelo relacionamento de vocês, independentemente de como ele era (ruim, turbulento, possessivo, etc.). Você não pode se responsabilizar pelo erro de outra pessoa.
7. O importante é se sentir feliz

Nas palavras da especialista, todas essas dicas se concluem nisso: “Repense seu relacionamento, decida e siga em frente, independente de permanecer ou não juntos. O importante é sentir-se bem e feliz com a decisão tomada”.

Luísa Celiberto redator(a)
Matéria realizada para o Site Obaoba

Leave a Reply