Como viver sem paixão? Como sobreviver a uma paixão? Razão e paixão, é possível?

Por 16 de setembro de 2019Relacionamento

Quem nunca se apaixonou? Sim, aquela paixão de adolescência que você confunde com amor, um misto de dor no corpo pela ausência do outro, uma saudade profunda… daí você,se percebe toda hora olhando o celular, passa por infindáveis horas trocando mensagens, falando e não querendo desligar, o relógio para!

Diz a ciência que os efeitos dopaminérgicos de uma paixão trás um bem estar profundo, uma nova disposição, uma energia renovada, uma felicidade explicável, um senso de recompensa.

Então como manter a chama acesa da paixão nos relacionamentos?
Como evitar as paixões paralelas aos casamentos, namoros… como manter-se fiel a uma só pessoa, quando a paixão acaba?

Diz na sexologia que a paixão deixa as pessoas mais criativas, mais tolerantes e mais abertas.

Um relacionamento morno (onde a rotina prevalece) ou desgastado, mostrará o oposto, mais intolerância, menos desejo e claro mais possibilidade de ver em outras pessoas, o que tem te faltado, mesmo sem a intenção de se apaixonar.

E aí? Aí que ocorrem grandes estragos!
Primeiro, pare de se culpar, culpa só causa paralisia e não resolverá sua questão.
Fale com seu terapeuta, cuidado com melhores amigos, cautela para sua história não cair na rádio peão.

Primeiro cuide de você, geralmente em estados apaixonados, colocamos o outro ou a situação de paixão sempre em primeiro lugar, não corra riscos desnecessários. Cuidado com as promessas, escute sua intuição, confie no seu saber, mesmo que neste momento a única coisa que você tem ciência é que não poderá viver sem este estado de graça.

Tenha clareza do que está ocorrendo, não tome decisões precipitadas, mas também não torne sua vida uma eterna espera pela decisão do outro. Não deposite em ninguém todas as esperanças e sonhos, permaneça na pergunta: O que é isto? O que faço com isto? E outras perguntas, que não precisarão ter resposta agora, mas que ao repeti las você comece a ter mais leveza do que é melhor para ti.

Respire, tenha calma e cautela, não haja pelo impulso.
Quem sabe esta paixão te trará melhor para seu relacionamento? Porém cuidado, analise e permaneça na leveza,se pesou,corra.

Quem sabe esta paixão que você nem esperava viver seja de fato o seu reencontro contigo?
Independente da escolha ser tomada, baixe as barreiras e expanda toda a potencia que você é.

Compartilhe este texto com pessoas que poderão estar necessitando de palavras acolhedoras.
Comente aqui, você já viveu uma grande paixão?

Eu já! E como é bom! Sempre permaneci na pergunta e na leveza.
Não se julgue, tão pouco não julgue ninguém, apenas acolha suas escolhas!

Quer juntar-se ao debate? 4 Comentários

Deixe um comentário

Secured By miniOrange