A novidade saiu no tablóide britânico The Sun e correu as redes sociais. Logo, o Alex Bessas, jornalista do O Tempo, de Belo Horizonte, entrou em contato comigo perguntando: “que negócio é esse de que masturbação durante o expediente melhora o desempenho profissional?”

Bom, a iniciativa da empresária Erika Lust sem dúvida é inovadora: no último mês de maio ela concedeu aos seus funcionários um intervalo extra de 30 minutos, durante os quais eles poderiam se masturbar. Segundo ela, o objetivo seria aliviar o estresse da equipe (que obviamente aumentou muito durante a pandemia), e trazer um aumento da produtividade para a empresa.

Uau! Será que isso funciona mesmo?

Na verdade, não há nenhuma comprovação científica para essa medida. A masturbação, sim, traz uma sensação de bem-estar, de relaxamento. Mas, na minha opinião, a empresária – considerada a maior cineasta erótica do planeta, dona de um império que leva seu nome, com quatro plataformas de streaming (XConfessions, LustCinema, ElseCinema e The Store) e assinantes em vários países (inclusive no Brasil) – usou isso como um artifício de marketing. E deu certo. A notícia repercutiu e a ErikaLustFilms, de Barcelona, Espanha, ficou em evidência na mídia online e offline de todo o mundo. Isso, justamente no mês de maio que, desde 1995, é o “mês da masturbação” no Estados Unidos. Será coincidência?

Como disse ao jornalista Alex Bessas, além da falta de base científica, há outra coisa que me incomoda nessa situação: “autoprazer é importante para que a pessoa conheça o próprio corpo e o autoerotismo é importante na dinâmica de um relacionamento”. Já vivemos tão assoberbados, com pouco tempo para nós mesmos…queremos mesmo transformar um momento que é só nosso em algo utilitário, em uma ferramenta de produtividade?

Recomendo que vocês leiam a íntegra da matéria neste link https://www.otempo.com.br/interessa/empresa-estimula-masturbacao-durante-expediente-para-aumentar-a-produtividade-1.2497188. Depois, deixem aí nos comentários o que vocês acham dessa “inovação” da empresária Erika Lust.

Aproveito para lembrar que a masturbação – feminina e masculina – é algo natural, que não deve ser bloqueado, nem ser motivo de vergonha. Se vocês estiverem tendo dificuldade para se permitirem esse autoprazer, uma terapia pode ajudá-los a vencer esses bloqueios. Para mais informações sobre como funciona a terapia para esses casos, ou para agendamento de sessões, entre em contato pelo Whatsapp 11 99996-3051.

Abraços.

Lelah Monteiro

Leave a Reply