Recentemente conversei com a jornalista Rafaela Polo, do Universa, sobre fantasias sexuais, fetiches e tabu. Compartilho com vocês parte do texto e o link para a íntegra da matéria. Vale a pena ler, porque o resultado ficou muito bom!

Reprodução de trechos do artigo “Fetiche x tabu: seu parceiro encararia todas as suas fantasias sexuais?”, publicado originalmente no Portal Universa, do UOL, em 25.01.21.

Há tempos você está pensando em fazer algo mais ousado na cama. Mas tem receio de que seu parceiro ou parceira possa achar que você está passando dos limites no pacto erótico da relação. Ninguém deveria ter vergonha de suas fantasias sexuais – desejos, até quando envolvem tabus, são saudáveis tanto para a saúde emocional quanto para a busca do prazer individual.

Antes de descobrir como realizar suas fantasias com a pessoa que ama é importante dar um passo atrás: vocês conversam tudo mesmo sobre sexo?

(…)

Pode até ser que a pessoa não embarque na sua imaginação – afinal, para que seja gostoso é preciso que os dois lados estejam confortáveis na cena. Mas nada impede que você explicite seus desejos para seu parceiro ou parceira.

É o que aconselha a psicanalista e sexóloga Lelah Monteiro. “Depois desse primeiro passo, as conversas fluem melhor.”

Universa apresentou aos especialistas em sexualidade fantasias femininas que envolvem grandes tabus, tanto em relações hétero, quanto homossexuais.

Confira o que eles propõem para cada um dos três casos abaixo, acessando a íntegra do artigo neste link.

“Gostaria de penetrar meu parceiro com uma cinta peniana.”

“Sou bissexual e namoro uma lésbica. Gostaria de convidar um rapaz para um ménage.”

“Quero transar a três com meu marido e mais um cara.”

Tem dificuldades em conversar com seu parceiro sobre esse tema? Não consegue se soltar para viver plenamente suas fantasias e fetiches? Entre em contato e conheça um pouco do meu trabalho como terapeuta sexual e de casal – podemos agendar sessões presenciais ou online: Whatsapp 11 99996-3051.

Leave a Reply