Xô, etarismo!

Estou dando pulos de alegria com a cena que acabei de assistir na novela “Um Lugar ao Sol”! Entrevistada por um jornalista e submetida a perguntas de forte cunho etarista, a personagem Rebeca (interpretada pela maravilhosésima Andrea Beltrão), 50 anos, que viu sua carreira de modelo acabar por causa da idade, afirma: “Envelhecer é uma carta branca dada ao homem, não à mulher”.

Empoderada, plena de autoestima, ela faz questão de ser fotografada sem maquiagem, e exige que sua imagem não seja submetida a nenhum retoque. Não que ela não goste de se arrumar e maquiar – como faz questão de frisar ao entrevistador – mas para mostrar que é uma mulher real, e que suas rugas e imperfeições são resultado de tudo que viveu.

Que coisa linda! Nada mais verdadeiro.

À mulher, a sociedade cobra uma eterna juventude impossível. Submetidas a essa exigência descabida, muitas mulheres sucumbem à depressão, sofrem com distúrbios alimentares, transtornos de imagem corporal, baixa autoestima. Vejo isso em meu consultório.

É preciso mudar esse pensamento. Somos lindas e capazes. E cada idade tem sua beleza e precisa ser valorizada.

Mulher: cuide-se! Ame-se! E, se precisar de ajuda, estou por aqui.

Abs.
Lelah Monteiro – 11 99996-3051