Tudo bem ser diferente

A cada capítulo da novela “Um Lugar ao Sol”, a autora Lícia Manzo nos presenteia com reflexões mais do que necessárias: já se falou em etarismo, em gordofobia, em violência contra a mulher e muitos outros temas.

Hoje, 23.03.22, a inclusão de pessoas com deficiência ganhou o palco. Num emocionante monólogo, o ator Otávio Müller, que interpreta Paco, pai de Mel, que tem Síndrome de Down, declara: “TUDO BEM SER DIFERENTE”.

E eu repito aqui: sim, tudo bem ser diferente! Cada um de nós é lindo e único. Conviver com a diferença nos faz aprender, crescer, melhorar.

Então, livre-se do medo e do preconceito para com o diferente, esses sentimentos tão limitantes.

Te faço esse convite: abra espaço para a diversidade – social, de etnia, orientação sexual, cultura, gênero, por deficiência – em sua vida. Isso vai te renovar, ampliar seus horizontes. É a diferença que nos faz humanos, e não robôs, criados de modo padronizado numa linha de montagem.

Boralá? Tenha certeza que vai ser enriquecedor!

Abs.

Lelah Monteiro – 11 99996-3051.